Secretários de Estado de Portugal e de Angola visitam Programa FRESAN nas províncias do Namibe e da Huíla

O Programa FRESAN recebeu, entre os dias 7 e 8 de Maio, respectivamente no Namibe e na Huíla, a visita do secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação de Portugal, Francisco André, e do secretário de Estado para a Agricultura e Pecuária de Angola, João Bartolomeu da Cunha, com o objectivo de dar a conhecer o ponto de situação das actividades desenvolvidas no âmbito da promoção da segurança alimentar e nutricional nestas duas províncias.

A visita contou com a presença do embaixador de Portugal, Francisco Alegre Duarte; da vice-presidente do Camões, I.P., Cristina Moniz; do director nacional da Agricultura e Pecuária, Manuel Dias; da vice-governadora para o sector Político, Económico e Social do Namibe, Maísa Tavares; da vice-governadora para o sector Político, Económico e Social da Huíla, Maria João Chipalavela; de representantes do gabinete provincial de agricultura; do Instituto de Investigação Agronómica (IIA); do Instituto de Investigação Veterinária (IIV); bem como de parceiros institucionais do Programa FRESAN. A comitiva foi ainda recebida em audiência nas duas províncias, pelo governador da Huíla, Nuno Dala, e pelo governador do Namibe, Augusto Mangueira.

No dia 7 de Maio a delegação visitou a Estação Experimental Agrícola do Namibe (EEAN), no município de Moçâmedes, e a Estação Zootécnica da Cacanda (EZC), no município da Bibala, para constatar as acções desenvolvidas pelo FRESAN/Camões, I.P. no âmbito do reforço das capacidades técnicas da EEAN e da EZC para que estas possam cumprir a sua missão de fortalecer a segurança nutricional, bem como reforçar a resiliência dos agricultores familiares e dos criadores tradicionais de gado da região Sul de Angola. Aproveitou-se a ocasião para apresentar as obras de desenvolvimento do sistema para captação, adução, reserva e distribuição para rega da EEAN, e constatar a actividade agrícola de produção de forrageiras e produção de mudas na estufa. A comitiva presenciou ainda a entrega dos certificados referentes à formação em “Produção, conservação e utilização de forragens” implementada pelo português Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV).

Já no dia 8 de Maio a comitiva oficial visitou, na província da Huíla, a ECA – Escola de Campo de Agricultores de Vifolo, subvencionada pelo Programa FRESAN-Camões, I.P. e dinamizada pela organização não governamental World Vision International. Aqui, a comitiva teve a oportunidade de conhecer a metodologia implementada pelo FRESAN-Camões, I.P. e organizações não governamentais subvencionadas para apoiar a criação e o funcionamento de Escolas de Campo de Agricultores (ECA) e de Escolas Agro-pecuárias (ECAP), onde se capacita camponeses para a aplicação de tecnologias e modelos de produção resistentes às condições climáticas locais. Verificando a evolução da implementação das actividades, o secretário de Estado para a Agricultura e Pecuária de Angola, João Bartolomeu da Cunha, destacou que, “com as acções do FRESAN estamos a capacitar muitos produtores e famílias de agricultores; a instalar várias ECA que são um veículo de transmissão de conhecimento aos nossos agricultores familiares; a capacitar técnicos do Ministério da Agricultura e Pescas, e extensionistas que, estando mais capacitados, poderão transmitir conhecimentos que vão ter uma repercussão bastante grande no seio das nossas comunidades na melhoria do sistema de produtividade e aumento do bem-estar e riqueza das famílias.” Por sua vez, a vice-governadora do Namibe para o sector Político, Económico e Social, Maísa Tavares, sublinhou a importância deste tipo de iniciativas, referindo que “precisamos cada vez mais de transmitir a capacidade de resiliência à nossa população, que essencialmente se dedica à agro-pecuária. Acredito que as Escolas de Campo servem para transmitir técnicas de melhoria dessas actividades que já são próprias das comunidades, aliar as práticas tradicionais a técnicas de melhoramento da produção agro-pecuária”.

Durante a visita às infra-estruturas o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação de Portugal, Francisco André, referiu que “o FRESAN é o maior projecto de cooperação de Portugal em toda a sua política de cooperação para o desenvolvimento”. Sublinhou ainda que “é um projecto muito importante que aproxima Portugal, a Europa e a União Europeia de Angola, que tem como objectivo fundamental criar segurança alimentar, dar resposta às carências das populações e modernizar o sector da agricultura familiar nas três províncias”.

Data: 13 Maio 2022