UE apoia formação de tratadores de gado no sul de Angola

A União Europeia vai apoiar a formação de 170 tratadores de gado do sul de Angola no âmbito do projeto do FRESAN – Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional em Angola financiado com 71.100 euros.

A ação de capacitação, que decorre entre 14 e 25 de fevereiro, é coordenada pelo Instituto de Serviços Veterinários (ISV) e visa promover o acesso a cuidados veterinários e contribuir para o aumento da produção animal enquanto estratégia de promoção da segurança alimentar, segundo um comunicado do FRESAN.

Os tratadores de gado são oriundos de oito municípios de intervenção do FRESAN, nas províncias do Cunene, da Huíla e do Namibe que contam com um efetivo animal de 1.410.200 bovinos.

Os tratadores de gado, selecionados nas comunidades locais, vigiam, prestam cuidados de saúde e apoiam a produção animal junto da população, salienta o FRESAN.

Durante os cinco dias de formação, os tratadores de gado vão “aprofundar conhecimentos sobre conteúdos relacionados com saúde e bem-estar animal, incluindo estratégias para aconselhamento a criadores, prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças, utilização de medicamentos e vacinação de animais”.

Vão também receber kits veterinários para apoiar a vigilância e tratamento dos animais, bem como as campanhas de vacinação animal, sendo a próxima campanha de vacinação iniciada em março de 2022.

O FRESAN é financiado pela União Europeia e cogerido pelo instituto Camões.

Fonte: Agroportal (17-02-2022)