Criadores de gado recebem formação técnica sobre segurança alimentar

Um total de 160 criadores de gado nas províncias do Cunene, Huíla e Namibe estão, desde o dia 14 a receber uma formação técnica com vista a promover o acesso a cuidados veterinários e contribuir para o aumento da produção animal enquanto estratégia de promoção da segurança alimentar.
A iniciativa é do FRESAN – Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional em Angola, financiado pela União Europeia e co-gerido pelo Camões, I.P. cujo programa abrange oito municípios das três províncias e tem uma carteira de financiamento de 71 mil dólares.

As três províncias de intervenção do Programa FRESAN têm um efectivo animal de 1.410.200 bovinos.

Com a referida acção de capacitação os tratadores de gado que participam até ao dia 25 de fevereiro, seccionados nas suas comunidades locais, passam assim a ter como a principal tarefa a vigia, a prestação de cuidados de saúde e também a apoiar a produção animal junto da população.

Assegurar a saúde animal e contribuir para o aumento da produção animal é a principal missão da formação, através da promoção do acesso a serviços veterinários de qualidade e com regularidade.

Outro objectivo da formação é eliminar as dificuldades que as autoridades sanitárias têm encontrado para prover assistência veterinária de proximidade e reduzir os custos para os criadores de gados, muitas vezes dificultados pela vastidão territorial das províncias onde se pratica a pastorícia.

Nos cinco dias de formação os tratadores de gado aprofundam conhecimentos sobre conteúdos relacionados com saúde e bem-estar animal, incluindo estratégias para aconselhamento a criadores, prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças, utilização de medicamentos e vacinação de animais.

Para poderem implementar as actividades de vigilância e tratamento dos animais, bem como apoiar as campanhas de vacinação animal, os formandos vão receber kits veterinários. A próxima campanha de vacinação será já iniciada em Março de 2022.

Esta é uma iniciativa conjunta com o Governo angolano para reduzir a fome, pobreza e vulnerabilidade das comunidades afectadas pela seca nas províncias do Cunene, da Huíla e do Namibe, no Sul de Angola. Ao longo de mais de 30 anos de cooperação.

O FRESAN é uma iniciativa do Governo de Angola, financiada pela União Europeia e co-gerida pelo Camões, I. P. através da qual pretende contribuir para a redução da fome, pobreza e vulnerabilidade à insegurança alimentar e nutricional no Cunene, Huíla e Namibe, por meio do reforço da resiliência e produção agrícola familiar sustentável, da melhoria da situação nutricional das famílias e apoio ao desenvolvimento de capacidades nas instituições.

Fonte: Correio da Kianda (21-02-2022)