Campanha de vacinação bovina decorre no sul de Angola

Uma campanha de vacinação bovina decorre no sul de Angola, com a União Europeia a financiar a iniciativa que pretende imunizar mais de mil animais nas províncias de Benguela, Huila e Namibe.

A UE projecta o Programa de Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional de Angola (FRESAN), com um valor avaliado em 65 milhões de euros, cuja campanha teve o seu inicio em 2018 e termina em 2024.

Para as organizações “Camões I.P”, que coordena o projecto com ajuda Instituto de Serviços de Veterinária (ISV), a ideia é melhorar a sanidade animal no Sul de Angola através da irradicação das principais doenças transfronteriças.

Também é objectivo da organização reduzir a fome, pobreza e vulnerabilidade das comunidades afectadas pela seca nas províncias do Cunene, Huíla e do Namibe.

Descreve, ainda, que para o Namibe preve-se à vacinação de 200.000 bovinos, 650.000 na província do Cunene e 560.200 na Huíla.

O Programa a campanha com aquisição de equipamentos para armazenamento e conservação de vacinas, envolvendo 50 Técnicos do ISV e 328 tratadores de gado eleitos pelas comunidades, capacitados para prestar serviços de apoio ao ISV para a realização da campanha de vacinação.

Fonte: apublica (01/06/2021)