Mais de meio milhão de famílias beneficia de ajudas do Fresan

Cerca de 600 mil famílias do Cunene, Huíla e Namibe, que se estima constituírem 30 por cento dos agregados da região, beneficiam do programa de Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional em Angola (Fresan), financiado em 65 milhões de dólares pela União Europeia.

Dados do Fresan enviados, ontem, ao Jornal de Angola, indicam que o programa, aplicado entre 2018 e 2024, deve alcançar 60 mil mulheres com informação para a melhoria da nutrição das suas crianças e famílias, entre as acções para reduzir a fome, a pobreza e a vulnerabilidade das comunidades das três províncias mais afectadas pela seca no sul do país.

Os números dão conta que 85 por cento da agricultura nas áreas rurais é praticada por pequenos agricultores, com uma média de 1,5 hectares por família, e que 70 por cento da agricultura tradicional de subsistência é levada a cabo por mulheres. Projectos do Fresan são implementados em seis municípios do Cunene, 14 da Huíla e cinco do Namibe.

Fonte: Jornal de Angola (22/05/2021)