Camponeses aprendem novas técnicas agrárias

Por Leonor Proença

Mil e 500 camponeses na província do Cunene estão inseridos em 30 escolas comunitárias de campos, onde estão a aprender novas técnicas agrárias. As escolas de campos estão localizadas nos municípios do Cuvelai, com 12, e Ombadja, com 18.

A constituição das escolas consta do Programa de Fortalecimento de Resiliência e Segurança Alimentar e Nutricional (FRESAN), financiado pela União Europeia no valor de 706 mil Euros. O projecto, com a duração de três anos, teve início em Agosto de 2020, tem como executor a Cooperação Espanhola de Actividades e Assistência (Codespa).

Em declarações à imprensa, após um ensaio experimental da produção de milho, batata-doce e hortícolas no sistema de irrigação gota-a-gota, realizado no município do Cuvelai, o delegado da Codespa em Angola, Juan Molina, confirmou que os resultados são animadores.

Explicou que cada escola de campo é constituída por 50 camponeses que trabalham no espaço de três hectares, adoptando as novas técnicas agrárias. Juan Molina sublinhou que as 30 escolas estão localizadas nas orlas dos rios Calonga, Cunene e Cuvelai, o que facilita a instalação do sistema de irrigação gota-a-gota. Informou que com os ensaios experimental de culturas diversas visa encontrar a melhor produto adaptável às condições climáticas da província do Cunene, uma região onde a seca é cíclica. Disse ainda que o projecto, centraliza-se também na segurança alimentar e nutricional, com foco no ensino de novos hábitos alimentares e de produção agrária.

Projectos do género decorrem também nas províncias do Namibe e Huíla. Codespa está em Angola desde 2010 e no Cunene em 2017. As escolas de campos estão localizadas nos municípios do Cuvelai, com 12, e Ombadja, com 18.

A constituição das escolas consta do Programa de Fortalecimento de Resiliência e Segurança Alimentar e Nutricional (FRESAN), financiado pela União Europeia no valor de 706 mil Euros. O projecto, com a duração de três anos, teve início em Agosto de 2020, tem como executor a Cooperação Espanhola de Actividades e Assistência (Codespa).

Em declarações à imprensa, após um ensaio experimental da produção de milho, batata-doce e hortícolas no sistema de irrigação gota-a-gota, realizado no município do Cuvelai, o delegado da Codespa em Angola, Juan Molina, confirmou que os resultados são animadores.

Explicou que cada escola de campo é constituída por 50 camponeses que trabalham no espaço de três hectares, adoptando as novas técnicas agrárias. Juan Molina sublinhou que as 30 escolas estão localizadas nas orlas dos rios Calonga, Cunene e Cuvelai, o que facilita a instalação do sistema de irrigação gota-a-gota. Informou que com os ensaios experimental de culturas diversas visa encontrar a melhor produto adaptável às condições climáticas da província do Cunene, uma região onde a seca é cíclica. Disse ainda que o projecto, centraliza-se também na segurança alimentar e nutricional, com foco no ensino de novos hábitos alimentares e de produção agrária. Projectos do género decorrem também nas províncias do Namibe e Huíla. Codespa está em Angola desde 2010 e no Cunene em 2017.

Fonte: Angop (20/05/2021)